PATO

O Pato Fu surgiu de uma união do trio mineiro John, que era dono de uma loja de instrumentos musicais em BH, Ricardo Koctus, que era funcionário desta loja e Fernanda Takai, que era cliente (péssima por sinal, só comprava cordas e palhetas).
Em 1993, o Pato Fu lança seu primeiro álbum, Rotomusic de Liquidificapum. "Nos anos 80 a MPB absorveu de vez a guitarra elétrica. Acontece o BOOM do Rock Nacional. Nos 90, o Rock absorveu de vez a MPB. Guitarras elétricas com Marujada-Congada (Virna Lisi), Forró (Raimundos), Maracatu (Chico Science) e Mundo Livre com cavaquinho. Neste contexto o PATO FU dá as caras com este CD: Rotomusic de Liquidificapum, pela gravadora independente Cogumelo Records. Um CD que impressiona à leitura de que o absorvido foi todo quebrado e reconstruído numa estética própia: Patofuniana.

MINHA BANDA PREFERIDA

DESDE QUE OUVI OS PRIMEIROS ACORDES DE UMA CANÇÃO DO PATO, EU ME APAIXONEI PERDIDAMENTE POR ESSA BANDA.
UM TRIO MUITO LOUCO, CHEIO DE TALENTO E MUSICAS LEGAIS.
DEPOIS JÁ ERAM QUATRO, CINCO...
E A BANDA CONTINUA MUITO LEGAL, FAZENDO UM SOM LEGAL. ISSO É QUE É SOM!!!!!!!!
PATO FU: ESSA É A BANDA

Pato Fu - Agridoce


E ao chegar lá fora direi que fui embora
E que o mundo já pode se acabar
Pois tudo mais que existe só faz lembrar que o triste
Está em todo lugar

E quando acordo cedo de uma noite sem sal
Sinto o gosto azedo de uma vida doce
E amarga no final

Saio sem alarde sei que já vou tarde
Não tenho pressa nada a me esperar
Nenhuma novidade as ruas da cidade
O mesmo velho mar

quarta-feira, 21 de abril de 2010

JOHN BiografiA

Antes mesmo de completar um ano de idade, mudou-se para a cidade de Belo Horizonte. Estudou na Escola de Belas Artes da UFMG. Foi sócio da loja Guitar Shop, de instrumentos musicais, local onde os integrantes do Pato Fu se conheceram.
Em 1982, funda a “Sexo Explícito”, primeira banda da qual participou. Grava dois discos por esta banda: “Combustível para Fogo”, em 1989, pelo selo Eldorado, e “O Disco dos Mistérios ou 3 Diabos e ½ ou Sexplicito Visita o sítio do Pica-Pau Amarelo ou Tributo a H.Romeu Pinto”, em 1991 – também pelo mesmo selo. Em 1990, muda-se para São Paulo, para poder se dedicar melhor à banda. Nessa época recebeu o prêmio de “Melhor Guitarrista do Ano –1989” pela crítica da revista BIZZ. Deixa abanda em 1991.
Retorna a Belo Horizonte no início de 1991. Produziu várias demos de bandas amigas além de toda pré-produção dos discos do Pato Fu. Na banda, John compõe, toca guitarra, violão, cavaquinho, faz alguns vocais e faz as programações eletrônicas de teclados e samplers.
John tem trabalhado como produtor, tendo trabalhado com Arnaldo Baptista, Wonkavision, Erika Machado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário